Dicas

Conheça a história dos emoticons + lista para copiar e colar

História Dos Emoticons

Vamos convir que eles deixaram o sistema de troca de mensagens pela internet bem mais fácil e alegre, até um pouquinho mais simpático. E mais dinâmico. Afinal, você não precisa mais digitar um monte de caracteres para dizer se gostou, achou bom ou detestou determinada mensagem. Basta digitar a carinha correspondente e pronto! Os emojis dizem tudo, sem muito esforço, e é muito provável que você não conheça a história dos emoticons.

Como tudo na internet, eles não nasceram assim de uma hora para a outra, como num passe de mágica, ou da genialidade de alguém, que, de repente, acordou e disse “vou construir umas carinhas para o pessoal aí se divertir e comunicar-se melhor”.

Ocorreu um processo evolutivo de criação, desde essa primeira pitada de genialidade de alguém, e no post de hoje você vai conhecer a história dos emoticons. No final, você poderá acessar um link com uma lista completa e atualizada de emojis para usar por aí! 😻

A história dos emoticons: como surgiram? 🔥

A história dos emoticons começa com uma primeira pitada de inspiração há quase sete décadas, em 10 de março de 1953, numa propaganda do filme musical Lili, estrelado por Leslie Caron (indicada ao Oscar de Melhor atriz), na página 20 do jornal New York Herald Tribune – é claro que, naquela época, não existia internet.

Depois disso, uma impressionante pausa, até que, em 1982, o professor Scott Fahlman, durante um encontro na Universidade Carnegie Mellone, Pittsburgh, nos Estados Unidos, voltou à ideia dos emoticons – também meio sem querer.

Devido a uma mensagem interna do encontro, não muito bem recebida por parte dos participantes, ele sugeriu que, para acompanhar as mensagens, fossem utilizados símbolos para sugerir mensagem divertida – “:-)” – e outro para mostrar certa contrariedade – “:-(“.

Como é feito apenas com caracteres, você precisa ver com a cabeça inclinada para a esquerda.

A partir daí, estes símbolos passaram a ser utilizados em mensagens e, aos poucos, foram ganhando mudanças gráficas e evoluções, até mesmo de acordo com o estágio social de cada momento. Aos poucos, também, aqueles caracteres numéricos foram ganhando outras formas, na medida em que a própria informática foi evoluindo e permitindo a utilização de novos sinais e caracteres. Coisa normal da evolução.

Como parêntesis, é bom explicar que a palavra emoticon representa a união das palavras emotion (em inglês, emoção) e icon (que quer dizer ícone), o que você já está cansado de ver em redes sociais como Facebook, Instagram, Skype e WhatsApp.

emoji é uma palavra de origem japonesa, uma junção de e (, “imagem”) e moji (文字, “letra”).

A ajuda do sorridente Smiley 😃

Ao explorarmos a história dos emoticons, convém também explicar que, um pouco antes, aquela carinha sorridente da internet já era bem conhecida. Ela foi criada em 1971 pelo jornalista francês Franklin Loufrani para o jornal France-Soir procurando indicar que o jornal trazia boas notícias. Um sorriso diz quase tudo e essa carinha passou a chamar-se Smiley, hoje muito conhecida em todo mundo.

Esse rosto sorridente acabou registrado no escritório francês de registro de marcas com o nome de Smiley e, pouco depois, Franklin e seu filho Nicolas Loufrani criaram a empresa Smiley Company.

Hoje, ela tem centenas de símbolos e marcas registradas em mais de cem países e licenças para dezenas de grandes empresas mundiais. Aliás, a Smiley, hoje, é uma das maiores empresas de registro e licenciamento de marcas em todo o mundo.

As carinhas começam a ganhar forma 👾

Em 1997, Nicolas Loufrani, então CEO da The Smiley Co, percebeu a crescente utilização desses símbolos em mensagens, feitos através de caracteres numéricos, e tratou de buscar emoticons animados com o rosto Smiley, visando exatamente dar este enriquecimento que hoje tão bem conhecemos no dia a dia da internet.

Logo depois, ele criou um dicionário de emoticon para diversas categorias, como países, comida, expressões de rosto, profissões, meteorologia, festividades, entre outros.

Estes ícones acabaram registrados, pela primeira vez, em ainda em 1997, no The United States Copyright Office e publicados mais tarde como ficheiros gif na internet, em 1998.

Pronto, eles chegaram como temos hoje – alguma coisa modificada hoje em dia, é claro – na nossa internet. Estes símbolos são licenciados para diversas empresas e plataformas da internet, desde 2001, pela The Smiley Co.

História Dos Emoticons

Contribuição que veio do Japão 🇯🇵

Precisamos, em todo caso, dar uma paradinha e breve – mas, importante – passagem pelo Japão.

Nos anos 80, houve evolução desses ícones e carinhas neste país. Foram os kaomojis, que ainda utilizavam caracteres tipográficos para destacar as figuras, usando outros traços, como as estrelas do teclado. Um destes ficou mais famoso, o Lenny Face, que mostrava uma carinha um pouco mal intencionada e foi bastante utilizada em mensagens com conotações sexuais.

No Brasil, o Lenny Face também é chamado de “aquela carinha”:

 ͡(° ͜ʖ ͡°)

Logo depois, ainda no Japão, surgiram os emojis, que são conhecidos como os emoticons japoneses e também são famosos em todo mundo. O designer e cientista digital Shigetaka Kurita fez o desenvolvimento de expressões para a empresa NTT Docomo, que era a maior plataforma de internet japonesa.

Finalmente abraçam a internet! 🐹

Estas imagens japonesas acabaram popularizadas pela utilização em diversas plataformas, a partir dos anos 2000, através do MSN Messenger, entre outras.

Kurita criou 176 figuras e ícones de 12 por 12 pixels, representando as caretas, buscando exatamente simplificar e tornar mais diretas as comunicações pela internet. Foi um sucesso.

A partir de 2010, estes emojis passaram a ser adotadas pelo Unicode, que é o sistema padrão para a indexação de caracteres na internet. Com isso, passaram a ser utilizados amplamente pelas principais empresas do sistema, como Google e Apple.

Chegaram os emoticons modernos 💜

Logo depois, foi a vez do sistema operacional do iPhone, o iOS, também dar vida a estes simbolozinhos que muitas vezes simplificam a comunicação na internet. Foram criados, então, os animojis e os momojis, que representam carinhas faciais.

Também existem as expressões divertidas com carinhas de animais, expressões faciais, itens que você usa em seu dia a dia e até para alimentos – ou seja, tentando simplificar cada vez mais e para que, em vez de ficar dedilhando junto ao teclado, um único clique ou toque na tela do smartphone possa expressar exatamente o que você está sentindo ou querendo dizer.

Ou seja, os emoticons não param de crescer e, a cada dia, apresentam uma nova surpresa para o divertimento geral. Isso chama-se evolução!

Lista de emoticons 🔎

Gostou de conhecer a história dos emoticons? Agora, você está a apenas um passo de utilizá-los! 🎯

Nesse link, você encontra a lista mais recente de emoticons / emojis suportados pela maioria dos computadores e dispositivos móveis com sistemas operacionais Android e iOS.

Para usar em suas redes sociais, basta clicar ou tocar no emoticon desejado e ele será automaticamente copiado. Depois, é só colar em seus posts, textos ou onde mais desejar.

Fizemos isso ao longo desse texto, como você já deve ter percebido, e esteja você lendo do seu computador, smartphone ou tablet, é muito provável que esteja vendo todos eles. Agora é só aproveitar! 😍

Deixe seu Comentário